quarta-feira, 11 de julho de 2007

Plenos poderes


Ouço o mar dentro de mim..., originally uploaded by Azorina.


A sol descoberto escrevo, em plena rua,
em pleno mar, aonde posso canto,
somente a noite errante me detém
mas nessa interrupção ganho espaço,
recolho sombra para muito tempo.

(...)

Assim do nada sou composto
e como o mar assalta o recife
com balões salgados de brancura
e desenha a pedra com as ondas,
assim o que na morte me rodeia
abre em mim a janela da vida
e em plena exaltação estou dormindo.
Em plena luz caminho pela sombra.


Plenos poderes - Pablo Neruda


Versão original...

1 comentário:

Teodoro disse...

You are invited to visit my new blog. Go to this link if you want to knew it: André Benjamim Thank you. Embrace.